Uma montanha, várias lendas

with Nenhum comentário

P1130112

Existem duas formas de se chegar ao topo do Monte Pilatus, a 2132m de altitude: de Alpnaschstad, num trem a cremalheira e de Krienz, num teleférico.

No verão parte do trajeto pode ser feita a pé. No inverno, o trem a cremalheira não funciona.

Como estive lá no verão, o pessoal do posto de turismo da estação ferroviária de Lucerna me aconselhou a ir de trem até Alpnaschstad (17 minutos), pegando o trem a cremalheira, e voltar de teleférico via Kriens, pegando depois um ônibus de volta a Lucerna.

Eu deveria ter voltado no mesmo trem a cremalheira. A viagem é mais bonita, especial mesmo. Conversei com outras pessoas na descida do teleférico e tinham a mesma opinião.

A ferrovia a cremalheira, a mais íngreme do mundo, foi inaugurada em 4 de junho de 1889 e o trem era a vapor. Em 15 de maio de 1937, passou a ser elétrico. O percurso, 4618m, leva 30 minutos na subida e 40 na descida.

Tente sentar perto da janela. A um dado momento a gente vê o trem como em muitas fotos (não consegui fazer esta porque o meu vagão estava muito cheio), bem inclinado mesmo no meio das rochas. É impressionante.

A montanha é cercada de lendas. Uma delas diz que a pedra de um dragão teria caído do céu em 1420. Outra, que imperador romano Pôncio Pilatus estaria enterrado no Lago Pilatus. Uma terceira fala de um home petrificado de guarda em frente a uma gruta. Tal como a vi, envolta pela névoa, a montanha parece um lugar mágico e faz jus a tantas lendas.

Passe o mouse nas imagens para ver a descrição ou clique para aumentar.


LINKS

PILATUS: LUZERN

 

Comentários